Como saber o quanto você deve investir na criação de um site?

Como saber o quanto você deve investir na criação de um site?

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Busque no Site, clique na Lupa abaixo

O preço nunca foi uma tarefa fácil. Quando se trata de sites, a questão não é diferente. Muitos profissionais novatos e designers são céticos quanto a isso, principalmente quando vivemos em uma situação comum onde o “sobrinho do vizinho do amigo” que faz a página “quase de graça”. No entanto, sabemos que não existe almoço grátis, muito menos um site gratuito. Você concorda?

Até mesmo profissionais treinados precisam passar por essa fase quando começam a construir sua própria carreira de investimentos. Qual é a melhor atitude: cobrar preços altos ou baratos e correr o risco de cair na categoria de “sobrinhos” não qualificados? Os especialistas em Hostnet costumam fazer essa pergunta, nós a respondemos várias vezes e agora vamos atualizar e te informar quanto cobrar na criação de sites e lojas virtuais?

Neste artigo, não estabeleceremos o valor exato nos preços do site e da loja. Sim, iremos orientá-lo sobre os padrões que devem ser considerados ao formular planos de negócios e serviços de precificação. Afinal, ninguém conhecerá melhor o conhecimento, a complexidade, os recursos inseridos no projeto, os números das páginas e as horas de trabalho, e obterá o valor da obra a um preço razoável.

Segundo o diretor da Hostnet, essa é a pergunta mais difícil de ser elucidada, uma vez que sua resposta necessita da consideração de vários fatores. Dentre eles, a região geográfica, pois certos lugares permitem a cobrança de um valor maior e outros não.

Ramiro destaca que o nível de conhecimento do profissional também será determinante na composição do preço. Quanto maior o nível, maior o valor que conseguirá cobrar. Isso também pode ser avaliado pelo portfólio; pelo número de clientes e qualidade dos sites.

Cobrar valores reduzidos no início de carreira é normal, e isso ajuda muito na hora de montar o portfólio para apresentar aos possíveis clientes. Depois que reunir um número significativo de trabalhos, deve-se, aos poucos, aumentar os valores cobrados pelos serviços. Argumentos na hora de fazer negócios também são válidos. Quanto mais o profissional conhece sobre vendas, mais fácil será chegar a valores expressivos.

Os recursos entregues também são determinantes na composição dos preços. Muitos desenvolvedores fazem sites básicos. Outros profissionais adicionam sistema de cache; segurança; botão do WhatsApp; notificações no Telegram e tantos outros recursos. Tudo isso influencia no preço do serviço oferecido, inclusive o tipo do plano de hospedagem e se a manutenção mensal está incluída.

Outro fator relevante é o tipo de cliente; para quem você está fazendo o website. Empresas pequenas não suportam valores maiores. Já empresas grandes, que geralmente pedem orçamentos de várias agências antes de contratar, costumam descartar os orçamentos muito baixos, pois acreditam que esse preço baixo vem de agências muito pequenas e que não vão entregar um serviço do nível esperado.

Uma coisa importante em relação a empresas grandes: o tempo de fechamento é maior e elas precisam de vários encontros durante o processo de venda e reuniões de alinhamento e acompanhamento após a negociação. Essas reuniões consomem muito tempo e você deve cobrar por isso, ou seja, no seu orçamento você já deve embutir o tempo que gasta com elas. Podendo mencionar o número de encontros que estão programados dentro do valor proposto ao cliente.

O levantamento das necessidades do seu cliente é a etapa mais importante de um projeto. Quanto mais você se inteirar e entender as necessidades de quem precisa do site, maiores serão as chances de entregar uma proposta vencedora e com um preço justo. Não queime etapas, antes de enviar uma proposta, escute o cliente, entenda suas necessidades, pesquise o mercado dele e só então prepare um orçamento.

A proposta jamais deve ser simplista, capriche no que vai apresentar ao cliente. Não faça uma proposta como se fosse uma lista de preços. Prepare algo atraente, mostrando os serviços e os benefícios que você vai entregar, antes de mostrar o valor. Você deve apresentar mais de um pacote, o ideal são três opções, cada pacote com seus recursos e preços diferenciados. Dessa forma, o cliente decide se quer mais recursos (pagando mais) ou menor custo (recebendo menos recursos). Apresente a proposta presencialmente de preferência, assim você pode explicar os detalhes e quebrar possíveis objeções.

Mais um ponto a ser levado em consideração é a saturação do mercado. Existem por aí milhares de profissionais ruins, mas para os bons profissionais o mercado estará sempre bombando. “Estude e se aperfeiçoe sempre, faça o seu melhor em cada site que você entregar e em algum momento você vai começar a receber pedidos que foram gerados por indicações de seus clientes satisfeitos, acredite: isso é comum. Também receberá pedidos de outras pessoas que viram um de seus trabalhos e gostaram, logo o seu portfólio vai gerar resultados e trazer novos clientes”, destaca Ramiro Lobo.

Na Hostnet, aprender e empreender andam de mãos dadas

Se você tem vontade de fazer negócios pela Internet e trabalhar com marketing digital, precisa conhecer a universidade corporativa da Hostnet, que fornece cursos, ferramentas e orientações por um período de até 12 meses.

Cursando a Universidade Web Marketing, o aluno aprenderá a desenvolver e prover manutenção de sites e lojas online em WordPress com a metodologia de trabalho da empresa; assimilará técnicas para desenvolver um poderoso briefing com total levantamento das necessidades do cliente; receberá treinamento comercial incluindo: precificação, elaboração de propostas, administração de carteira de clientes, análise de mercado e concorrência.

A Universidade Web Marketing é um programa de caça-talentos. Seu público-alvo são pessoas com afinidade com tecnologia e marketing digital, espírito empreendedor, que tenham o desejo de se tornar um franqueado, mas que não possuem o capital completo para entrar no negócio de forma convencional.

Funciona assim: a Hostnet oferece o treinamento, ferramentas e passo-a-passo para os candidatos, que terão acesso a cursos, recursos profissionais (plugins, temas etc) e as tecnologias da empresa. São mais de 20 anos de experiência em negócios e tecnologia para sites e negócios digitais que serão compartilhados durante o programa. Os alunos aprendem com aulas práticas, desenvolvendo projetos profissionais.

E o melhor de tudo, durante a capacitação serão selecionados os melhores candidatos a futuros franqueados da empresa. Isso mesmo, os alunos que cumprirem o treinamento, atendendo as metas estabelecidas, terão acesso a um parcelamento para o valor necessário de investimento na abertura de uma unidade de franquia Hostnet.

Para participar do programa Universidade Web Marketing, a pessoa interessada fará um investimento parcelado em até 11 vezes. Sendo aprovado, o aluno, com um prazo máximo de 12 meses para atingir as metas do programa, terá sua unidade parcelada pela Hostnet e poderá pagar a taxa de franquia em 36 vezes, usando a recorrência obtida através do clientes atendidos durante o programa de capacitação.

Via: hostnet

Últimas Novidades
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram